MARIA ISABEL LASSUTA MONTEVERDE

MARIA ISABEL LASSUTA MONTEVERDE
Que o SENHOR te proteja, meu Anjo
Quem acha sem procurar é quem longamente buscou sem encontrar* BACHELARD, Gaston

Despreza as estradas largas, segue os carreiros* PITÁGORAS

Não se envelhece enquanto buscamos*ROSTAND, Jean


TODO O MATERIAL DESTE BLOG É DE AUTORIA DE ANTÓNIO PAIS E ISABEL MONTEVERDE.

SEJA BENVINDA(O).

O SEMEADOR DE PÓ

O SEMEADOR DE PÓ

NOTRE CHANSON

with my rain beating inside my heart, beating for glorious days to come!

from mine's to your heart_ISabeL
Claro que gosto do gosto que a Isabel coloca em tudo...e do gosto dos seus lábios eu gosto também.

António Pais

Claro que gosto do seu jeito de dizer...

Isabel

VAGEM

Vagem: viagem de amor,
Vagão da paixão,
Vagabundo do deleite,
Vaginal terminal de explosão.


Abro-te e descubro-te em ervilhas frescas e verdes, sementes dos prados em flor.

António Pais

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

OUR POETICAL UNIVERSE




With your sweetness, my love,

I've learned how to dance,

and like an arrow, you fulfilled

the desire of my wings:



- the "memoire" of being a dove cooing on the eave of an old and solitaire home...
looking for a rhyme that suits the being and soul of one single poem...



With your golden
inner eyes I glimpsed
the whole world down,
squares and narrow old streets.


And ever since, my love,
we became a couple,
living for one simple rhyme
according to the flight's convenience:

[dove/love/dance/lens]
of our poetical universe.




Amor_

meu oásis de palmeiras!

Assim, és para mim:

-Um final de tarde lânguido,

onde se aninha

rubro

o coração da poeira.

Amor:

- voo dourado

sobre os salpicos de pérolas

na beleza cintilante do mar.



__________________________________________________________________________________________


9 comentários:

  1. Oh Isabelinha

    Dizer o quê?

    Beijinhos com muita ternura.
    António

    ResponderEliminar
  2. Troquei as voltas a um Golfinho feliz
    Afagei a cria de uma Baleia azul
    Confundi uma nuvem com ilha encantada
    Perdi-me na rota entre o Norte e o Sul

    Aprisionei o olhar de uma gaivota
    Enchi a alma com penas de imensa leveza
    Enchi o coração de doce maresia
    Adormeci nos braços da incerteza

    Vem viajar comigo no meu barco de papel


    Boa semana

    Doce beijo

    ResponderEliminar
  3. Isabel, minha amiga, desejo-lhe uma boa noite e "quero" que esteja melhor!

    Estou mesmo cansada. Vou fazer óó!

    Beijinhos.
    Fátima

    (escrevo também aqui, para não ser sempre no "ARTISTA")

    ResponderEliminar
  4. Emudeço

    talvez seja dos farrapos de ouro
    ou do pó
    de estrelas
    de arroz

    a música tem o tom certo
    do sol
    entre as brancas cortinas

    Sabiam
    que é a minha gatinha que está por aí
    entre ameixas pretas?

    Manuela Baptista

    ResponderEliminar
  5. ...Às vezes uma intensa alucinação
    Em que viajas pelo meu eu
    Às vezes o mundo fica em espera
    Da união do mar com o céu

    Onde param os teus anseios
    Onde encontras a sublime calma
    Nestes dias de dura tormenta
    Onde aqueces a tua alma?

    Voa comigo...


    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  6. Em parceria musicada

    se gosto
    volto sempre

    para docemente
    agarrar o pó do dia

    Ao António e à Isabel

    Um abraço

    Manuela Baptista

    ResponderEliminar
  7. Faccio un giro fra i tuoi blog:)Mi piace questa bella musica.
    Baci e abbracci:
    Kati

    ResponderEliminar