MARIA ISABEL LASSUTA MONTEVERDE

MARIA ISABEL LASSUTA MONTEVERDE
Que o SENHOR te proteja, meu Anjo
Quem acha sem procurar é quem longamente buscou sem encontrar* BACHELARD, Gaston

Despreza as estradas largas, segue os carreiros* PITÁGORAS

Não se envelhece enquanto buscamos*ROSTAND, Jean


TODO O MATERIAL DESTE BLOG É DE AUTORIA DE ANTÓNIO PAIS E ISABEL MONTEVERDE.

SEJA BENVINDA(O).

O SEMEADOR DE PÓ

O SEMEADOR DE PÓ

NOTRE CHANSON

with my rain beating inside my heart, beating for glorious days to come!

from mine's to your heart_ISabeL
Claro que gosto do gosto que a Isabel coloca em tudo...e do gosto dos seus lábios eu gosto também.

António Pais

Claro que gosto do seu jeito de dizer...

Isabel

VAGEM

Vagem: viagem de amor,
Vagão da paixão,
Vagabundo do deleite,
Vaginal terminal de explosão.


Abro-te e descubro-te em ervilhas frescas e verdes, sementes dos prados em flor.

António Pais

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

PÓ DE AMOR


Lanço confiante ao vento o pó do amor

Esperando que volte vitaminado e assente

Pulvilhando energias cósmicas na tua dor

Pois não suporto mais ver-te assim doente

.

Amor tão jovem traiçoeiramente ameaçado

Que o pó da esperança decerto abençoará

E cautelosos iremos segurá-lo enlatado

Pois nem a memória nunca nunca o soprará

.

Com este pó d' amor que é único me inebriei

Levado ao êxtase que contigo compartilhei

Vou esperar com Fé na tua breve recuperação

.

Embrenhar-nos-emos nele até ao Infinito

Sim, sim, meu amor, é nisto que acredito

Neste pó que é também semente da paixão

9 comentários:

  1. Um abraço de amizade, grande!!!
    Fátima

    ResponderEliminar
  2. O amor tudo consegue António!!!
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Meu António, não posso nem quero acreditar que este amor se vá assim jovem. Quero vivê-lo, meu amor.

    Isabel

    ResponderEliminar
  4. Tanti bacini con tanto affetto a voi due:
    Kati

    ResponderEliminar
  5. Acreditem sim!

    porque a provação
    tem um gosto de infinito
    e se a esperança cresce
    mesmo pó
    é grito

    um abraço para

    o António e para a Isabel

    Manuela Baptista

    ResponderEliminar
  6. o amor sempre me pareceu o mal em roupa de gala, o mal em sua forma mais sedutora

    ResponderEliminar
  7. _____________________________________

    ...assim será! Amores verdadeiros não morrem nunca!

    Pessoas que se amam assim, deveriam estar livres de qualquer sofrimento para usufruírem o privilégio do amor!

    Deus os abençoe e guarde...

    Beijos de luz!

    ____________________________________________

    ResponderEliminar
  8. Não conheço nem a Isabel, nem o António, mas tal como disse num comentário anterior, que deixei no blog "A Room of One's Own", isso não importa. O que importa é deixar aqui os meus votos de rápidas melhores. O problema tem de resolver-se pela raiz, acabando com ele duma vez por todas. Tenho a certeza que isso vai ser possível. Quem sabe a esta hora já tudo está a correr muuuiiiito melhor! É isso que desejo, como se estivesse no lugar da Isabel.
    Um abraço muito carregado de esperança!
    Maria Letra

    ResponderEliminar
  9. Rectifico: leia-se "melhoras", não melhores.
    Maria Letra

    ResponderEliminar